Covid-19 Tips

Market Recovery Monitor (Global & US States Data): Deep Dive Into Portugal

By April 8, 2020 No Comments

(read this in portugese)

We have created “Market Recovery Monitor” tool for vacation & short-term rental managers around the world to:

  1. Monitor their markets for signs of recovery, and
  2. Get actionable information to adjust their pricing strategy for the current times.

There are four main insights that you can track from this tool:

  1. How many new bookings are coming in?
  2. What future dates are guests currently booking and cancelling for?
  3. What is the lead time of the stays that have been booked recently?
  4. What are the length of stays for the bookings made recently?

The data is at an aggregate level (either Country or US States) – in each of the charts, click on the drop-down and select your state/country.

The article below describes how to interpret these charts. We have selected Portugal as an example and will look at the charts below – we’re hoping this might help you in interpreting the data for your own region.

How many new bookings are coming in?

The data shows that there has been a steady drop in new bookings during all of march, then it flat lined towards the end of March/early April. If you hover over the columns in the dashboard, you’ll see how those numbers have dropped.

If the graph starts to rise (instead of falling or staying steady), it would be an indicator of demand coming back & that guests are starting to book.

 

What future dates are guests currently booking and cancelling for?

The graph below shows 3 lines: Occupancy (in blue), New Bookings (in green), and New Cancellations (in red).

Occupancy graph can give you an idea of which dates are still busy and which are low demand dates to think about how you should price your property. You see here that many guests who had booked stays in Portugal all the way up to the end of summer are still holding them. We usually see that these charts peak for dates close in, but in the current environment that doesn’t seem to be happening, which indicates there is excess supply for last minute.

New Bookings graph shows a small trickle of bookings that came in over the last week – it seems to suggest no one is booking for far out summer dates currently. This will be clearer in the next chart we show about lead time as well.

New cancellations seem to suggest that people have started cancelling their stays for up mid-June, so we expect to see the blue line drop a little over time. Stays in late Apr/early May are seeing significant cancellations.

What is the lead time of the stays that have been booked recently?

In graph below you can see that there has been a significant increase in the percentage of bookings that are last minute. So while the total bookings are down, 40% of the bookings still happening tend to be booked within 2 days or fewer. Similarly, the percentage of bookings 60-180 days out is currently less, likely because guests are not booking travel for dates in 2020. Bookings 180-360 days out are slightly up as a percentage, but the volume might still be lower, and they might be guests re-booking their original stays to far out dates.

So in this case, you should continue to use & promote last minute discounts because guests are still booking properties last minute (albeit, the overall booking count is low).

What are the length of stays for the bookings made recently?

In the graph below, you can see there has been an increase in percentage of mid-term bookings (i.e. 7-14 days and 14-30 days) over the last couple of days. Less than 2 days bookings have held steady but the 3-7 days booking seems to have taken a dip.

In such scenarios, it might be helpful to (1) promote your listings on OTA’s where people book for mid-term stays (2) provide discounts on weekly/ monthly bookings to attract guests.

 

We plan on providing much more localized data soon – if you are interested in obtaining that, please reach out to support@pricelabs.co so we can give you early access.


 

Monitor de Recuperação de Mercado (dados Globais e dos estados dos EUA): Análise detalhada sobre Portugal

Criamos a ferramenta “Market Recovery Monitor” para administradores de propriedades  para arrendamento de curta duração (Alojamento Local).

  1. Monitorar seus mercados quanto a sinais de recuperação
  2. Obtenha informações accionáveis para ajustar sua estratégia de preços para os tempos atuais.

Há quatro dados principais que você pode acompanhar a partir desta ferramenta:

  1. Quantas novas reservas estão a entrar?
  2. Para que datas futuras os hóspedes estão a reservas e cancelar actualmente?
  3. Qual é o tempo de espera das reservas que estão a entrar ultimamente?
  4. Qual é a duração das estadias para as reservas feitas recentemente?

Os dados são apresentados de forma agregada (país ou estados dos EUA) – em cada um dos gráficos, clique no menu suspenso e seleccione seu estado / país.

O artigo abaixo descreve como interpretar esses gráficos. Seleccionamos Portugal como exemplo e veremos os gráficos abaixo – esperamos que isso o ajude a interpretar os dados para a sua região.

Quantas novas reservas estão a entrar?

Os dados mostram que houve uma queda constante nas novas reservas durante todo o mês de março com uma estabilização da curva no final de Março / início de Abril. Se você passar o mouse sobre as colunas no painel, verá como esses números caíram. Se o gráfico começar a subir (em vez de cair ou permanecer estável), seria um indicador da demanda a voltar, e que os hóspedes começam novamente a reservar.

Em que datas futuras os hóspedes estão reservando e cancelando actualmente?

O gráfico abaixo mostra 3 linhas: Ocupação (em azul), novas reservas (em verde) e novos cancelamentos (em vermelho). O gráfico de ocupação pode fornecer uma ideia de quais datas ainda estão ocupadas e quais são de baixa demanda para pensar em como você deve precificar sua propriedade. Poder ver aqui que muitos hóspedes que reservaram estadias em Portugal até o final do verão ainda as mantêm. Geralmente vemos que esses gráficos atingem o pico de datas próximas, mas no ambiente actual isso não parece acontecer, o que indica que há excesso de oferta de último minuto. O gráfico Novas reservas mostra uma pequena quantidade de reservas recebidas na última semana – parece sugerir que ninguém está a fazer reservas para datas distantes. Isso ficará mais claro no próximo gráfico que mostramos também sobre o lead time. Novos cancelamentos parecem sugerir que as pessoas começaram a cancelar suas estadias até meados de junho, por isso esperamos ver a linha azul cair um pouco ao longo do tempo. Estadias no final de abril / início de maio estão tendo cancelamentos significativos.

Qual é o tempo de espera das estadias que foram reservadas recentemente?

No gráfico abaixo, você pode ver que houve um aumento significativo na porcentagem de reservas de última hora. Portanto, enquanto o total de reservas diminuiu, 40% das reservas ainda a acontecer tendem a ser feitas dentro de 2 dias ou menos. Da mesma forma, a porcentagem de reservas  entre 60 a 180 dias no futuro é actualmente menor, provavelmente porque os hóspedes não reservam viagens para datas em 2020. As reservas com 180 a 360 dias de folga aumentam um pouco como uma porcentagem, mas o volume ainda pode ser menor e podem ser hóspedes que remarquem suas estadias originais em datas distantes. Portanto, nesse caso, você deve continuar a usar e promover descontos de última hora, porque os hóspedes ainda reservam propriedades de última hora (embora a contagem geral de reservas seja baixa). 

Qual é a duração das estadias para as reservas feitas recentemente?

No gráfico abaixo, você pode ver que houve um aumento na porcentagem de reservas de tempo intermédio (ou seja, 7-14 dias e 14-30 dias) nos últimos dois dias. As reservas com menos de 2 dias mantiveram-se estáveis, mas a reserva de 3 a 7 dias parece ter caído. Nesses cenários, pode ser útil (1) promover suas listagens nas OTAs onde as pessoas fazem reservas para estadias de tempo médio(2) oferecer descontos nas reservas semanais / mensais para atrair convidados. 

Planeamos fornecer muitos mais dados em breve – se você estiver interessado em obtê-los, entre em contato com support@pricelabs.co para que possamos dar acesso antecipado.

Tweet
Share
Share